23/05/17

Hoje é um dia importante para ti!!!




Torna o teu dia um dia importante [todos os teus dias são dias importantes]. 
Cuida-te como se fosse um dia mesmo especial!
Olha-te ao espelho e sorri!
Sai de casa confiante e dá o teu melhor em cada passo que deres.
Sê gentil para com os que contigo se cruzam e sorri sempre.
Caminha firme.
Confia em ti!
Ergue a cabeça e avança!
Hoje é um dia importante para ti!
Dedica-te a torna-lo melhor!
Come de forma saudável :)
Tenta passar pelos menos 5 minutos do teu dia a receber o calor do Sol.
Sorri!
Dorme tranquilo e...
Amanhã será um dia importante para ti!
Torna-o especial.
Mantém este empenho todos os dias da tua vida e terás mais oportunidades de ser feliz!


Confio em ti,

Débora Água-Doce
SHARE:

Daquelas histórias bonitas em que gostamos de acreditar





Moses Mendelssonhn, pai do grande compositor Alemão, estava longe de ser bonito. Para além de baixo, tinha uma corcunda grotesca.
Um dia, visitou um comerciante em Hamburgo que tinha uma filha muito bonita chamada Frumtje. Moses apaixonou-se perdidamente por ela, mas Frumtje sentia-se repugnada pela sua aparência disforme.
Ao chegar a hora de partir, Moses ganhou coragem e subiu as escadas até ao seu quarto para uma ultima oportunidade de tentar falar com ela. Frumtje tinha uma beleza celestial, mas entristeceu-o profundamente ao recusar-se olhar para ele. Depois de várias tentativas de iniciar uma conversa, Moses perguntou timidadmente:
- “Acreditas que os casamentos se fazem no céu?”
- “Sim”, respondeu, ainda com os olhos postos nos chão. 
  “E tu?”
- “Sim, acredito”, respondeu Moses.
  “Sabes, no céu, assim que nasce um menino, o Senhor anuncia quem é a sua noiva. Quando eu nasci, a minha futura esposa foi escolhida. Mas, logo depois, o Senhou disse-me que ela ia ser corcunda. Imediatamente, pedi ao Senhor que me livrasse de tal tragédia e que me desse a corcunda, para que a minha mulher fosse bela”.
Frumtje levantou a cabeça e olhou para ele, assaltada por uma memória distante. Estendeu a mão a Mendelssohn e, mais tarde tornou-se sua esposa.

[Barry e Joyce Vissell]


Que tenham um dia inspirado :)


Com Amor,

Débora Água-Doce
SHARE:

08/05/17

Ver com o coração




Foi já tarde que este livro veio parar à minha mão... Num momento de crescimento pessoal e profissional "caiu" o Principezinho no meu colo para nunca mais personificar apenas uma prateleira de livros, mas para sempre ficar nas memórias das aprendizagens da minha vida.
Deviam leccionar nas escolas uma cadeira com o nome "ver com o coração" ou "o essencial é invisível aos olhos", ou algo similar, em que fosse transmitida toda a simbologia da importância dos afectos.
Afectos... Amor...
As palavras mais presentes no meu blog, no meu trabalho, na minha vida.
Tento colocar amor em tudo o que faço [ás vezes não consigo], tento transmitir a sua importância diariamente e percebo [confirmo mais uma vez] que a grande dificuldade em Amar[a nós e ao outro] vem do início da nossa existência.
Houve um abraço que não recebemos, um elogio que não nos fizeram naquele dia tão importante... O colo que não tivemos quando o mundo parecia acabar. As palavras  que não ouvimos “vai ficar tudo bem”, quando estava tudo mal...
Pequenos [gigantes] detalhes que marcam a nossa forma de ver o Amor e de Amar.

É na vida adulta, que percebemos o como somos carentes de afecto e o como o precisamos todos os dias.
É na vida adulta que percebemos o como as relações são difíceis. O como sonhamos que corram bem e o como nos sentimos incapazes de o concretizar.
As relações são imperfeitas! As relações são difíceis!

Dois olhares que se cruzam... Dois corações que aceleram e duas vontades que se juntam “num só corpo”. Sonhos e promessas de que será para sempre, que esta é a pessoa certa [isso existe?], que desta vez será fácil e cor-de-rosa.

É assim que começa cada história de Amor.
Mas... O tempo passa e a perfeição desaparece [ela nunca existiu]. A paixão é “infectada” pelas imperfeições do outro e as certezas dão lugar às incertezas.
Tens medos?
Tens traumas?
Tens bagagem de uma vida?
Só queres ser feliz?
A outra pessoa também!
Por isso as relações são tão difíceis...
Todos trazemos passado que dificulta a capacidade de viver o presente.
Todos precisamos de aprender a ver com o coração.
É com o coração que conseguiremos enfrentar todas as provações que a vida nos coloca.

As relações são imperfeitas e difíceis, mas podem ser tão felizes!!!
Apenas precisas de confiar em ti, confiar no amor que sentes, ouvir o teu coração e trabalhar em equipa [não é possível amar pelos dois].
Não permitas que os medos e os desejos te façam perder do essencial!
Não permitas que o silencio e a distancia sejam família.
Lembras-te do que sentias e sonhavas?
Resgata esse sentimento bom!
Não te poupes nas palavras... Gostas de ouvir “Amo-te”?
A outra pessoa também. Diz-lhe!

Numa relação, o essencial é invisível aos olhos. Só verás bem com o coração.
Insiste na felicidade. Ela existe [dá imenso trabalho, mas vale bem o esforço].


Com Amor,

Débora Água-Doce
SHARE:
© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.