28/01/17

Inverno que entristece



Os dias frios, arrefecem-nos a alma...
Apagam-nos o brilho do sol que não surge.
Os dias cinzentos relembram-nos que nem sempre há cor,
Que a vida é um equilíbrio entre todas as cores do arco-íris.

O dia que termina mais cedo,
A manhã que nasce mais tarde...
Uma vontade de sair da cama que não surge ao tocar o despertador.
Um sorriso que teima em esconder-se.




As estações do ano relembram-nos que, tal como na natureza, também na nossa vida tudo se transforma!
Mostram-nos a importância da chuva no florescer das flores. A importância do sol no amadurecimento dos frutos... Mostra-nos que a tempestade traz depois a paz e a serenidade.
Ensina-nos a ter paciência para esperar pela sua transformação. Pela bonança que surge no momento certo.

O Inverno que nos entristece e arrefece, prepara-nos o corpo e a alma para o calor e o sol que nos faz brilhar.
Na vida, os momentos cinzentos tornam-nos mais fortes e preparam-nos para os momentos bons que estão à nossa espera.
Na mundo, tudo é um equilíbrio entre o bom e o menos bom.

Leva a vida de bicicleta [que é como quem diz: para manteres o equilíbrio, mantém-te em movimento].
Aceita as tempestades e os dias cinzentos e frios. Torna-te forte e recebe o calor com um sorriso e uma fé inabalável no bom que aí vem!

Respira e sossega...
O Inverno já não fica muito tempo e há tanta coisa boa à tua espera!
Confia.



Débora Água-Doce
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.