26/09/16

Encontro no Feminino



Enquanto mulher, tento transportar diariamente para o meu trabalho o brilho do Amor no feminino. Adoro a minha missão de vida e gosto especialmente de inspirar Mulheres.
De um convite da doce Cláudia para moderar um encontro que por ela é muito querido, surgiu a necessidade de pensarmos sobre "Amor Próprio". Enquanto inspiradora desse momento, fui desafiada a plantar a semente da autoestima neste lindo grupo, mas no final, quem veio de lá inspirada fui eu! 
Um grupo repleto de força e vontade de viver!
Obrigada a todas pela partilha de Sábado [que se estendeu a domingo – saímos de lá perto da 01:00, momento em que tirámos esta selfie colectiva], pela genuinidade de olhares e palavras, pela vontade de fazerem mais e melhor. Pela capacidade de se Amarem!

Nunca se esqueçam da frase mágica: a pessoa mais importante da tua vida és tu!

Grata por este "Encontro de Mulheres"!

Um abraço,

Débora Água-Doce
SHARE:

As palavras servem para dar significado ao que sentimos




Somos todos iguais na forma de sentir, na forma de desejar, de temer... Somos todos iguais, mas tendemos em querer ser diferentes, ser mais fortes. Nesse processo, muitas vezes deixamos de ouvir a nossa voz interna que nos diz o que estamos a sentir...
Tenho reparado que a minha escrita é na sua grande maioria sobre Amor, mas também reparo que muitas vezes tento escrever algo diferente e descubro que sem amor não tenho inspiração. Não preciso escrever diferente, apenas preciso ser fiel ao que existe dentro de mim e me torna pessoa. E por isso, o texto de hoje é sobre o que me move: o Amor!

Muitos de vós, sabem o quanto adoro animais, o quanto os defendo e admiro pela sua forma incondicional de amar e, muitos até sabem que sou perdidamente “apaixonada” pelo meu Nico [o gato mais amado do mundo]. Ontem, após um fim-de-semana repleto de mimos do Nico, dei por mim a reparar num comportamento recorrente para com ele. Peguei-o ao colo, abafei-o de beijinhos e no fim verbalizei: "Amo-te tanto meu gatinho". E quando o coloquei no chão, já quase a levar uma das suas dentadinhas [ele não gosta muito destas meiguices, mas eu insisto sempre] tomei consciência de como aquilo me sai espontaneamente e com enorme naturalidade e emoção, mas também reparei como não digo a algumas pessoas o quanto as amo...

E tu? Acontece-te deixar o tempo passar sem dizer o quanto aquela pessoa é importante para ti?
Não o faças mais...
Venho hoje pedir-vos que digam o que sentem pelos que vos são próximos! 
A vida é o agora. Não sabes se amanhã terás outra oportunidade para dizer algo. Se sentes amor, diz!
Muitas vezes apenas percebemos a verdadeira urgência de dizer “Amo-te” quando já não existe essa possibilidade. Quando a outra pessoa já partiu, e aí, não há formula que possibilite que nos ouçam.
Diz o que sentes!!!
Usa e abusa das palavras:
Gosto de ti!
Admiro-te!
Quero-te bem!

As palavras servem para dar significado ao que sentimos! 
Sentes amor? Expressa-o com um: AMO-TE!


Um abraço,

Débora Água-Doce
SHARE:

21/09/16

Dia Internacional da Paz




O mundo que nos rodeia é o espelho do nosso mundo interno. Se dirigirmos os nossos pensamentos de forma positiva, estamos a cultivar um mundo mais harmonioso e tranquilo.
Hoje, assinala-se o dia internacional da Paz e por isso decidi escrever-te algumas palavras sobre a Paz  que podes encontrar dentro de ti [a chave para a felicidade e para uma vida mais tranquila].
Há muitas formas de encontrar essa paz interior, mas a meditação é a melhor maneira de alcançá-la.

Tão importante como cuidar do teu corpo, é cuidar dos teus pensamentos, do teu coração e da forma como eles se relacionam.
Cada vez mais ouves falar de meditação, dos seus benefícios e principalmente da  possibilidade de levar uma vida menos stressante.
A meditação não é mais do que um estado de PAZ! É o momento em que te permites a viver o momento presente. A prestar atenção ao teu corpo e  a aceitar os teus pensamentos.
A sua prática diária pode ajudar-te a controlar melhor os teus impulsos, a ter mais clareza sobre ti própria(o), a identificar o que sentes sem julgamentos de valor, a reduzir a ansiedade e a viver de forma mais tranquila e leve.

Pratica a tua Paz interior e verás que estás a devolver esse bem-estar ao mundo que te rodeia.
Pratica também a compaixão! Não te esqueças: Ela é contagiosa.
O mundo resulta da relação de todos nós! Do esforço de todos nós em torna-lo num lugar de Paz e Amor.

Confia: o mundo pode ser um sítio de PAZ [deveria ser sempre assim].



Débora Água-Doce
SHARE:

16/09/16

Acredita: tudo é possível!


Não aceites que desmontem o teu sonho.
Não aceites que te digam que não és capaz.
Não aceites que te digam que os sonhos são apenas sonhos e que não valem mais do que isso.
Não aceites que te digam que se não aconteceu até agora já não acontece.
Não aceites que te impelem a deixar de sonhar e de querer sempre melhor do que tens.
Não aceites que te digam que vai ser difícil.
Não aceites que te contem histórias que terminam mal para afastar de ti a tua coragem e a tua vontade.
Não aceites que te imponham medos.
Acredita: tudo é possível.


SHARE:

12/09/16

Fé em ti!



Por mais que a vida te tenha sido difícil,
por mais lágrimas que já tenhas derramado,
por mais triste que estejas neste momento,
Não percas a fé!
Não percas a fé em ti.
As coisas boas também acontecem!
Confia sempre em ti.
Não percas a fé em ti, por nada nem por ninguém.
Continua a caminhar...





SHARE:

09/09/16

Pede ajuda!!! Por ti, por nós, pelo Mundo...




Foi numa quente tarde de Verão, que despertou em mim um medo que até hoje me acompanha.
Vivia no nosso monte, no meio do Alentejo e tinha o hábito de passar longas tardes a brincar com as minhas bonecas, num alpendre mesmo em frente à nossa casa. Como companhia tinha sempre o meu cãozinho, que naquele dia, teimava em ladrar e não me deixar brincar...
Ouvi um som, como se um tronco estivesse a “descolar-se” de uma árvore e levantei-me. Dei um passo e.... Tudo eram chamas à minha volta. As árvores que nos rodeavam estavam em chamas. Num impulso entrei em casa e chamei a minha mãe e avó, contando o que estava a acontecer, mas não acreditaram em mim... Obriguei-as a ir à rua e... Foi um dia e uma noite infernal. Os bombeiros foram excepcionais, mas aquele som, aquele calor, aquelas chamas, o desespero espelhado no rosto de todos nós, para sempre ficaram na minha memória.
Recordo que em todos os verões seguintes, tinha medo de adormecer... Cada vez que ouvia um som diferente que me fizesse lembrar aquele dia, corria para a rua, fossem que horas fossem...
Voltou a arder mais umas vezes, mas não com aquela intensidade, acabámos por descobrir sempre numa fase mais inicial.
Hoje, já não vivo lá, mas a minha família sim, não lhes transfiro este meu medo, mas não consigo não perguntar-lhes: “não tem havido incêndios por aí?”; “o pai limpou as terras este ano?”. E sempre que o monte fica sozinho um fim-se-semana, a preocupação é mais presente.
Partilho-vos esta minha memória, num momento em que o nosso país continua a arder... É incrível a dor que estas pessoas estão a viver!

Agora, tenho uma pergunta para ti.
Sim, para ti, que incendiaste o nosso mundo. Sim, o nosso mundo! Caso não te lembres, vives no mesmo mundo que nós e ao destruíres este mundo, estás a destruir a nossa vida, mas a tua também!
Tens filhos? Família? Animais?
Tens onde dormir esta noite?
O que ganhas com este ato destrutivo?
Dinheiro?
Ou tens prazer em ver arder? Se és piromaníaco, precisas de ajuda! Por favor, procura essa ajuda, tudo tem solução, menos isto que tu fazes!!!
Existem pessoas a perder tudo, vidas inclusive!
Tu não queres matar ninguém, apenas queres ver arder, mas muitas vezes perdes a noção da realidade e quando dás por ti, o fogo tomou proporções que não estão no teu controlo, eu entendo-te, por isso te peço, pede ajuda!
Não destruas vidas, constrói a tua!
Todos nós temos fragilidades, todos nós temos algo que nos perturba, que nos angustia, mas isso, não faz de nós alguém menos capaz do que outra pessoa.
Não tenhas medo de assumir esta tua fragilidade. Pede ajuda! Existem especialistas que farão tudo para que alcances a tua paz e bem-estar!
Pensa com carinho no mundo onde vives! Pensa com carinho no futuro que queres para ti! Tu és capaz de ficar bem!
Eu sei que tu consegues!
Pede ajuda!
Por ti, por nós, pelo Mundo...


Débora Água-Doce
SHARE:

02/09/16

O que fizeste hoje por alguém?



Vivemos na Era do individualismo, na Era onde o “nosso umbigo” é o centro do mundo. Cada vez mais lemos coisas como “és a pessoa mais importante da tua vida”, “pensa sempre em ti primeiro”, coisas que eu própria defendo e alimento através da minha escrita e sobretudo nos processos terapêuticos. Mas será que sabes exatamente o que quer dizer “és a pessoa mais importante da tua vida”?
Esta mensagem tem o objectivo de potenciar em ti o cultivar do Amor próprio, o cultivar do respeito por ti próprio, mas jamais terá o propósito de dizer que só tu importas neste mundo!
Deves garantir o teu bem-estar, mas deves também potenciar o bem-estar dos que te rodeiam, daqueles com que te cruzas e precisam da ajuda que podes prestar naquele momento.
De que serve a vida se não a partilhares?
A nossa sociedade está cada vez mais alienada e desumanizada. Por todo lado nascem novos edifícios, por todo lado existem carros que ocupam o espaço onde antes caminhávamos livremente pela rua...
As árvores dão lugar a projetos com potencial financeiro, os animais dão a pele pelas marcas de luxo que vais usar...
Importa-te ter os melhores gadgets, das marcas mais populares. Importa-te tirar aquela fotografia espetacular que te trará uma centena de aprovações, mas no fim... Vives num mundo onde o trabalho, os computadores, as televisões, a evolução económica, te prendem ao sofá e não te deixam sair e conviver com outras pessoas. Vives inundado  pela exclusão social e pela individualidade acentuada.
Não existe em ti a capacidade de mudar o mundo, mas existe em ti a possibilidade de mudar o teu mundo e de melhorar o mundo de alguém.
Assegura-te de que não te estás a isolar do mundo, trocando o amor pelo próximo e o valor de uma comunidade, pela exclusão social e a individualidade acentuada.
Apesar da crescente tendência que nos rodeia pelo egoísmo em detrimento da ajuda ao próximo, conhecido ou desconhecido, cabe-te a ti contrariá-la no teu dia a dia.
Começa já hoje!!!
Dá mais de ti aos outros.
Ao dares de ti aos outros vais sentir-te melhor contigo próprio, vais melhorar o dia dessa pessoa, nem que seja apenas naquele momento.
Existem coisas tão simples que podem fazer toda a diferença na vida de alguém, coisas como simplesmente sorrir para alguém na rua...

Pratica a compaixão! Ela é contagiosa.
O mundo resulta da relação de todos nós!

Confia: o mundo pode ser um sítio muito melhor.


Um abraço,

Débora Água-Doce
SHARE:
© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.