07/07/16

Estás mais feliz agora?




Sabes o que senti hoje de manhã ao acordar?
Nada!
Sem paixão, animo, fé ou calor.
Absolutamente nada!!!
E sabes?
Isto já acontece há algum tempo...
Já não posso chamar a isto de um mau momento. Isto é assustador.
Preciso de mudar a minha vida!
Sinto-me vazia!!!
Estive 15 anos dedicada a uma pessoa e nem 2 semanas tirei para cuidar de mim. Para estar comigo.
Preciso descobrir quem sou...”
[ comer, orar e amar ]

Será que te identificas com estas palavras?
Sentes isto?
Quantas vezes decidimos manter uma relação mesmo que estejamos infelizes apenas pela felicidade de não estarmos separados?
Todos queremos que as coisas permaneçam na mesma. Aceitamos viver infelizes porque temos medo da mudança. Receamos que o mundo desmorone.
Talvez as coisas da vida tenham realmente todas finitude, talvez o mundo seja assim e a verdadeira armadilha seja ficarmos ligados ao que achamos que nos pertence.
A perda é uma dádiva.
A perda é o caminho para a transformação. Devemos estar sempre preparados para que tudo mude num instante.
Todas as pessoas merecem melhor do que ficar numa relação por terem medo de ser destruídos se não ficarem.
Tens o poder de decidir o que é melhor para ti!
Tu que te separaste, quantas vezes não te fizeram a pergunta: “estás mais feliz agora?” e quantas vezes não te disseram: “tens de arranjar um marido!”...
Será que a vida só faz sentido se tiveres um marido/namorado/companheiro?
E se a tua felicidade depender do amor que consegues dar ao mundo?
O que é que os outros podem dizer sobre isso?

A vida é tua... Ninguém poderá fazer-te feliz! A tua felicidade não está no outro. Está em ti! Escolhes se a partilhas com alguém ou se a vives em paz com o mundo.

Um abraço,
Débora Água-Doce
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.