25/03/15

Dois anos de ti!





Existia em mim o desejo de ti!
Existia em mim a vontade de ti!
Existia em mim a fantasia do que podíamos ser!
Existia em mim a paixão pelo que representavas em mim...
Mas existia em mim também o medo... O medo do que podia não ser!

Com um friozinho na barriga e o brilho no olhar... Apaixonei-me pela ideia de te ter!
Criei em mim a expectativa de te realizar, de te amar e mimar da melhor forma possível!
Com algum receio, dei-te as primeiras palavras...  Com alguma segurança, deixaste-me continuar. Ousei dizer-te mais e mais aceitaste de mim!
Fomos trocando palavras, emoções, momentos, olhares, lágrimas, sorrisos...
Deste-me a mão e acreditei: “Vai correr bem”!

Pouco a pouco fomos ganhando forma!
Devagarinho começaram a notar-nos!
O nosso amor tornou-se publico!
Os nossos mimos aqueciam os corações...

A paixão transformou-se... Chegou o Amor!
Com a tranquilidade desse sentimento, construímos Sonhos e realizamo-los!
De mãos dadas, crescemos profissionalmente!
De mãos dadas, começamos a surgir nas revistas!
De mãos dadas, começamos a surgir nos ecrãs de TV...
De mãos dadas, tivemos o nosso primeiro filho: O PRIMEIRO LIVRO!
De mãos dadas, demos entrevistas!
De mãos dadas, apresentámos o nosso “bebé” e assinámos Sonhos a quem nos lia!

De mãos dadas, festejamos hoje 2 anos deste Amor!
De mãos dadas, aprendemos que os sonhos são concretizáveis!
De mãos dadas, continuamos a viagem que é viver!!!

Dois anos de ti meu querido Blog!
Dois anos de “A Psicóloga que também é Blogger”!
Dois anos de Borboletas na barriga!!!

Dois anos repletos de sorrisos, lágrimas, cansaço, trabalho e muita, muita felicidade!!!
Só é impossível até acontecer...

Parabéns a nós!


- Débora Água-Doce -
SHARE:

19/03/15

Feliz dia do Pai!

"Os mais velhos só aprendem quando aceitam que, para educar os outros, é necessário, em primeiro lugar, querer aprender com eles. E isso só é possível quando, nas intenções da educação, a aquisição de conhecimentos for substituída pelo carinho à sabedoria."
Eduardo Sá





Guardo comigo memórias de menina… Memórias do meu Pai…
Lembro-me das horas infindáveis de cócegas que me deixavam com dor de barriga de tanto rir!!!
Recordo com saudade, as manhãs em que acordava e tinha na mesinha de cabeceira um chocolatinho, era um miminho que adorava receber. Acordava com um sorriso: “foi o meu pai”.

Gostava de te acompanhar para todo o lado… Ao teu lado sentia-me protegida. Nada nem ninguém me poderia magoar. Eras o meu super-heroi!
Todos os pais deviam ser super-herois! Capazes de nos proteger!
O pai é aquele porto de abrigo quentinho, que nos faz esquecer da “realidade” do mundo “lá fora”.

Ser pai também é, ser professor :)
Lembro-me do chegado momento da escola primária e com ele, as partilhas dos trabalhos de casa. Eras tu quem lá estava na hora de aprender, eras tu quem lá estava na hora de disciplinar… Nem sempre gostei disso, mas hoje sei, que fizeste o teu melhor e esse teu melhor ajudou-me a ser quem sou hoje.
Eras tu quem eu via sempre com um livro para ler e foste tu quem despertou esse “saber” em mim...

Ser pai é...
Ser pai é partilhar “viagens”, é aprender, é receber e ensinar.
É partilhar… Partilhar conversas, carinho, conquistas, esperanças e preocupações!
É sinónimo de Amar e de ser Amado!

Não existem formulas para se ser um pai perfeito!
Cada vez mais os pais estão a assumir um papel ativo na educação dos filhos, o que beneficia bastante o desenvolvimento das crianças.
No tempos dos nossos avós a figura do pai personificava apenas a autoridade. Era uma figura inquestionável. Que não mostrava os seus sentimentos.
As crianças precisam tanto dos pais como das mães. Os pais têm um papel a desempenhar, um papel que vai muito para além da figura autoritária de pai outrora frequente. Hoje, constituem uma alternativa à intensa relação mãe-bebé, sendo essenciais ao bem-estar familiar.

Feliz dia do Pai!


- Débora Água-Doce -
SHARE:
© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.