24/10/14

De uma Mulher para Mulheres que Amam Demais





“De uma Mulher para Mulheres que Amam Demais” é para mim a confirmação de que quase todas nós em algum momento da nossa vida (e muito por “culpa” dos Contos de Fadas) amamos demais, mas que também, temos a possibilidade de fazer diferente e não nos anularmos, pois o Amor não é isso!
Se eu já Amei Demais? Talvez :)
Se eu acredito no Amor? Acredito, muito! Porque não deveria?
O meu Sonho para este livro? Ajudar cada mulher a Amar-se Demais e Nunca de Menos!!!

Ao longo das páginas deste livro soltei palavras carregadas de sentimento. Coloquei amor em todas elas, tentei desfocar-me da literatura e ciência, tentei permitir apenas o fluir de emoções e sentimentos.
Principalmente do Amor! O meu sentimento preferido...

Este livro foi construído na sua grande maioria, com base nos textos que tenho publicado no Blog - A Psicóloga que também é Blogger - mas especialmente selecionados e pensados para as Mulheres que Amam Demais.
É um livro pequeno, mas carregado de afeto, o afeto de quem escreve o seu primeiro livro, com um brilho no olhar!
Não se trata de um livro de autoajuda, nem de um livro técnico ou científico. É apenas um conjunto de páginas escritas, por uma pessoa que não é escritora mas, que escreve com carinho, numa tentativa de adoçar corações com esperança de despertar em quem o ler, a capacidade de Sonhar!
Pois para mim, se existe um sonho, existe a possibilidade!

Desejo apenas, adoçar-vos o coração...


- Débora Água-Doce -


SHARE:

Conto com a vossa presença!!!


SHARE:

23/10/14

Perdoa-te!





Perdoa-te por aquilo que te culpas
Aceita-te e alcança a paz
Alcança a paz e sente bem-estar
Sente bem-estar e ama-te!
Ama-te e amarás o outro!
Perdoa-te e serás feliz!


- Débora Água-Doce -
SHARE:

17/10/14

A menina que era gozada...




"Ainda me lembro dos amigos que não tive quando precisei deles para brincar.
Ainda me lembro de ir para a escola a chorar por não ter com quem falar.
Ainda me lembro de não querer acordar e o mundo de novo encarar.
Ainda me lembro de não ter uma amiga para partilhar."

Menina depreciada por ser diferente...
Menina depreciada por ser magrinha
Menina depreciada por não se vestir bem
Menina depreciada por não ser inspiração de ninguém.

- Não tens direito a ter amigos.
- És feia!
- És burra!
- És pobre!
- Ela é melhor que tu!
- Elas são melhores que tu!
- Tu não tens valor!
- Tu não consegues!
Diziam-lhe...

Namorado?
Mas quem é que te quer?
Já te viste ao espelho?

Assim cresceu a menina gozada,
Acreditando que não tinha valor, mas lutanto...

Menina gozada cresceu...
Menina gozada, estudou!
Menina gozada, transformou-se!
Menina gozada, lutou!
Menina gozada, provou... Tenho valor!!!

Hoje é inspiração para meninas gozadas!
Hoje ajuda lagartas a tansformarem-se em borboletas!
Hoje ajuda borboletas a voar!
Hoje não é gozada!
E não precisa gozar com outras para ser respeitada!

Menina gozada, é invejada!
Menina gozada tem valor!
Menina gozada voa!
Menina gozada hoje é mulher realizada!

Menina gozada, agradece: OBRIGADA POR TEREM GOZADO COMIGO! É GRAÇAS A VÓS QUE HOJE SOU QUEM SOU!



- Débora Água-Doce -
SHARE:

16/10/14

Amaste-me tanto que me impediste de amar-me!




Amaste-me tanto...
Amaste-me tanto, que nunca me deixaste fazer nada sozinha!
Amaste-me tanto, que achavas que só contigo eu conseguiria fazer as coisas.
Amaste-me tanto, que nem a minha roupa me deixavas escolher, para garantir que estaria sempre bem!
Amaste-me tanto que me querias sempre contigo, impedindo-me de brincar na rua com os amigos, não conseguias suportar a ideia de algo acontecer.
Amaste-me tanto que até dizias coisas feias sobre mim para me protegeres...
Amaste-me tanto que até me bateste quando tive o meu primeiro namorado pois para ti seria muito mau para mim.
Amaste-me tanto que nunca me deixaste cozinhar, tu fazias por mim.
Amaste-me tanto que me protegeste da possibilidade de ser magoada por terceiros, garantindo que não fazia amigos.
Amaste-me tanto que nem tem preocupavas com as minhas notas escolares.
Amaste-me tanto que nem conseguias dizer: amo-te filha!
Amaste-me tanto que nem me conseguias abraçar, pois tinhas receio de muito me apertar.
Amaste-me tanto que pensaste que não era preciso mais nada...
Amaste-me tanto que pensaste que não precisava de amar-me, o teu amor chegava...

Amaste-me tanto que me impediste de amar-me!



- Débora Água-Doce -
SHARE:

09/10/14

Um conto de fadas...





Quero ser princesa...
Um dia vou ser uma Princesa!
Vou viver num palácio com o meu Príncipe, sim!


O brilho no olhar, a magia no pensamento...
Uma menina que sonhava encontrar o príncipe encantado e viver feliz para sempre num palácio.
Mas não era num palácio qualquer, era num palácio cor de rosa.

Nos contos de fadas os finais são felizes e as relações são para sempre.
Quem não sente saudades dos sonhos de menina?
Saudades do brilho no olhar de quem acredita ser possível?
Era tudo mais fácil se por vezes pudéssemos fechar os olhos e pintar o mundo de “cor de rosa”... Se pudéssemos fechar os olhos e transformar o frio numa temperatura amena. Se pudéssemos transformar o amargo em doce.
Era tudo mais fácil se pudéssemos fechar os olhos e transformar as lágrimas em sorrisos.
Era tudo mais fácil se por vezes pudéssemos fechar os olhos e sonhar...
Sonhar... Sonhar, abrir os olhos e ver que é real!
Era tudo mais fácil...
Era tudo mais fácil... Se o mundo fosse "cor de rosa"!
Era tudo mais fácil se os sapos se transformassem em príncipes!!!
Sim, era mais fácil! Mas...
A vida não é cor de rosa, é de varias cores!
Os sapos não se transformam em Príncipes!
A perfeição não existe!
É esta busca da perfeição que potencia a desilusão!
É esta tentativa de transformar o sapo em príncipe que nos destrói e frustra.
Nos contos de fadas os príncipes e as princesas estão sempre “arranjadinhos”, não acordam despenteados, nem têm remelas nem mau hálito matinal... A casa está sempre arrumada e a refeição está pronta! Não existem dificuldades financeiras nem conflitos. Nos contos de fadas não há vida para além da vida de casal!
Nos contos de fadas, para cada rapariga existe um só rapaz no mundo feito para ela e vice-versa e normalmente isso está escrito nas estrelas!
O romantismo associado ao Amor está presente em todo o lado...
E é este romantismo que nos desilude pois é baseado em fantasias de Contos de Fadas!


*Débora Água-Doce*
SHARE:
© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.