27/06/13

Como se mede o Amor?





Quantas vezes já disse ou ouviu a expressão "eu amo-te mais" ou "tu não me amas tanto quanto eu"?
Quantas vezes não falou, com alguém sobre este tema?
Acha possível medir o Amor?
Existe alguma forma de medir este sentimento?
Mede-se como?
Pelos gestos... Atitudes...
Olhares...
Palavras...
Existe algum padrão de comportamento para as pessoas que amam?

Vamos imaginar que num casal, um deles é muito romântico e valoriza o romantismo, mas outro é o oposto e não liga nenhuma ao romantismo. Quer dizer que o romântico ama mais?
Faz-lhe sentido concluir isto?
É natural que o romântico fique triste, pois gostava de "receber o que dá", mas isso determina o amor?
As pessoas são todas diferentes! Essas diferenças fazem com que tenham formas também diferentes de expressar as emoções. O que não significa que o sentimento seja menor, é apenas expressado de forma diferente.

Quando se está numa relação e se sente um desequilíbrio, talvez seja importante "olhar de fora". Muitas vezes o sentimento está lá, contudo, a expectativa criada à volta do que é o Amor,  leva à frustração e ao sentimento de vazio. É como se procurasse algo inexistente...
É importante ter consciência das diferenças que perfazem um casal. É importante reconhecer as suas necessidades e as do seu parceiro. Aceitando as diferenças e procurando em conjunto, um partilha e ajustamento que leve ao equilíbrio.
Não temos que mudar ninguém, mas podemos ajustar-nos, sem fugir à nossa personalidade, contribuindo para uma melhor relação.

O Amor mede-se?
O Amor constrói-se!

"Não se pode medir a quantidade de amor! 
Não há muito ou pouco amor... Há Amor!"


Débora Água-Doce
SHARE:

Sem comentários

Enviar um comentário

© A Psicóloga que também é Blogger . All rights reserved.